Segurança

Ex-presidente da Vale é denunciado por homicídio duplamente qualificado

Além dele, outras 15 pessoas foram denunciadas, além das companhias Vale e TÜV SÜD. A tragédia deixou 270 mortos, sendo 11 ainda desaparecidos

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou, nesta terça-feira (21), o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, por homicídio duplamente qualificado, pelo rompimento da barragem de rejeitos de Brumadinho, em 25 de janeiro de 2019. Ele e outras 15 pessoas foram denunciadas, além das companhias Vale e TÜV SÜD. A tragédia deixou 270 mortos, sendo 11 ainda desaparecidos.

Para o MPMG, ficou demonstrado, no caso, “promíscua relação entre as duas empresas, no sentido de esconder do poder público, sociedade e acionistas, a inaceitável situação de segurança de várias barragens de mineração, mantidas pela Vale”. Dos indiciados, hoje, 11 são executivos da Vale e os outros 5 da TÜV SÜD.

Os promotores encaminharam a denúncia à Justiça, pela manhã. Ainda na tarde de hoje, o Ministério Público de Minas dará mais detalhes sobre as denúncias.

Em nota, a TÜV SÜD afirmou que “reitera seu compromisso em ver os fatos sobre o rompimento da barragem esclarecidos” e que continua “oferecendo cooperação às autoridades e instituições, no Brasil e na Alemanha, no contexto das investigações em andamento.”

americanas.com.br
Catho

Fonte: O Estadão

Catho
americanas.com.br
Avatar

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário
Catho
Catho
americanas.com.br

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto:
/* ]]> */