Cidadania

Projeto “Casa do Trabalhador Itinerante” tem início com atendimento à população de Itinga

O Projeto “Casa do Trabalhador Itinerante” teve início nesta terça-feira (22) e a primeira parada foi no bairro de Itinga. O atendimento aconteceu na comunidade de Santa Rita

O objetivo do projeto é levar, para mais perto da comunidade, os serviços que são oferecidos pela Casa do Trabalhador, que funciona, atualmente, no Ginásio Municipal de Esportes, no Centro, enquanto a sede está sendo reformada para oferecer mais conforto à população.

Enquanto aguardavam para entregar os currículos e saber as vagas de emprego disponíveis, moradores participaram de uma palestra motivacional, ministrada pela diretora da Casa do Trabalhador, Elenaide Santana. “As pessoas têm que entender que são gestoras das suas próprias vidas, não podem ter expectativa no outro. As oportunidades existem e nós temos que estar preparados, dar o nosso melhor e buscar um diferencial”.

O projeto atendeu das 08h00 às 12h00, durante esse período foi realizado o cadastro dos currículos e encaminhamento de 121 vagas de empregos e 40 de estágio. A equipe da Casa do Trabalhador orientou os presentes sobre os cursos disponíveis, no equipamento, como o Qualifica Mulher e Meu Primeiro Emprego.

Desempregada, há sete meses, Rosenilde Lima saiu da Escola Municipal Santa Rita esperançosa. “Achei ótimo esse projeto tão perto de casa, principalmente porque economizei no transporte. A palestra também foi muito animadora. Logo vou conseguir um emprego, porque tenho fé”.

americanas.com.br
Catho

Atuando como professor de karatê, Joseval Ribeiro confessou que deseja voltar para o mercado formal. “Já tem dois anos que não trabalho de carteira assinada. Já fiz meu cadastro e agora é esperar uma vaga para área de vigilância”.

Secretário de Trabalho, Esporte e Lazer – Setrel, de Lauro de Freitas, Uilson Souza destaca que, a proposta do projeto é justamente para que os cidadãos laurofreitenses compreendam que a Casa do Trabalhador é da cidade, está à disposição para contribuir na intermediação de mão-de-obra.

“São estabelecidos os contatos com as empresas sediadas em nosso município, empenhando-se na proposta e encaminhamento de mão-de-obra local e auxiliando para a diminuição da realidade de desemprego, enfrentada pelo país”, afirma.

O Projeto Casa do Trabalhador Itinerante deve acontecer uma vez por mês. O próximo bairro, atendido pelo projeto, será Portão, com data e local a serem definidos.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Por: Mariana Cedrim – Jornalista
Fotos: Edgard Copque
Fonte: Ascom/PLF

Catho
americanas.com.br
Catho
Catho
americanas.com.br

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto:
/* ]]> */